“Cuidar do tempo” – Oficina breve

Dia 9 e 11 de março

Local: Biblioteca Municipal Álvaro de Campos

Público-alvo: Técnicos de serviços social | técnicos de formação de adultos | Voluntários.
Data: 9 de Março - Horário: 18h às 20h
Data: 11 de Março - Horário: 10h às 12h
Inscrições para o email: biblioteca@cm-tavira.pt ou rockdabaixamar@gmail.com

Uma oficina / formação para quem trabalha nas áreas de intervenção social, com séniors.
4 horas de reflexão sobre o trabalho de promoção da leitura com séniors
Temos pouco tempo. Quatro horas é pouco tempo para contar como as palavras - da oralidade /da literatura, a prosa, o romanceiro e até os objetos - podem ser um instrumento para ir buscar à memória, as histórias do vivido. Quatro horas de conversa é pouco tempo mas chegará para ajudar a começar a fazer caminho no trabalho de promoção de leitura com séniors.
Nota: Cada participante deverá trazer: uma fotografia sua de criança e um objeto significativo que lhe caiba na palma da mão.


Cristina Taquelim. É mediadora de leitura. Licenciada em Psicologia Educacional e Pós-Graduada em Ciências Documentais. Tem apresentado diversas comunicações em colóquios e congressos e dinamizando acções de formação para outros mediadores – bibliotecários, técnicos de bibliotecas, narradores, docentes e pais. É técnica da Biblioteca Municipal de Beja José Saramago, instituição onde, desde 1990, coordena o Serviço de Mediação da Leitura. Presta assessoria no desenho de projectos de promoção da leitura e formação de equipas  .Integrou a equipa do projecto Gulbenkian Casa da Leitura. Colabora com a Universidade Católica na Pós Graduação de Livro Infantil. Desenvolve actividade enquanto narradora oral desde 1995 e nessa qualidade tem participado em diversos encontros em diversos países. Como autora viu já publicados 4  títulos.

Mas diz a Cristina

“Nasci  à beira - mar e depois tive de me pôr a caminho. Cresci. Estudei. Apaixonei-me. Casei. Tenho 3 filhas e uma neta e 3 CASAS: uma no lugar onde nasci, outra na aldeia onde moro e outra na biblioteca onde trabalho todos os dias. Em cada uma delas moram as pessoas e as verdades que me iluminam os dias.
De mim quero que saibam que gostava de ter sido freira ou mulher de circo . Gosto de palavras e de pessoas. Trabalho, choro e gosto muito de rir. Tenho medo muitas vezes e vivo quase sempre deslumbrada com a vida… às vezes escrevo.”

Sem comentários:

Enviar um comentário